terça-feira, 4 de agosto de 2009

O sentido da "LÓGICA" em nossas vidas

Por Vinícius C. Fornasier

Esse texto é uma resposta minha a uma amiga que pede: "O que pode ser uma lógica? e o que entendemos sobre isso.
Se o certo e errado não existe, pode ser o caminho do meio?
O que podemos pensar do correto ou mesmo algo que achamos na nossa mente coletiva de absoluto?

Primeiro vamos aos sinônimos de lógica --> coerência, conexão, nexo, dialética, entre outros..
Do ponto de vista da mente, apenas mente, penso que lógica se limita ao julgamento óbvio, segundo a construção de crenças que a pessoa possui. É muito limitante. É onde o ego interfere diretamente - a pessoa que se limita apenas a um julgamento mental comete erros.
Analisemos a palavra "dialética": de um ponto de vista filosófico e educacional, dialética é quando você analisa o conhecimento vindo de outra pessoa e processa baseado num propósito seu com um objetivo a seguir, ou seja, você permite analisar o ponto de vista dos demais e a partir disto, com seu objetivo em mente, você conduz de uma forma lógica o conhecimento. Isso significa que você não julga diretamente o que vê; você tem um objetivo claro (ex: identificar um caminho a seguir na vida), mas você permite analisar diferentes pontos de vista, sem esquecer do seu.

Agora analisemos a partir do sinônimo conexão:
Para mim analisar um determinado fato, ação, escolha, caminho, etc.... levo em conta muitas coisas. A minha lógica não é apenas mental e nem tão somente dialética. Levo em conta a intuição! A intuição nos permite a analisar um fato de muitos pontos de vista, permite olhar diferentes ramificações que determinada ação ou fato (seja o que for) pode conter e nos levar. É difícil dizer o que virá no futuro; são escolhas é claro mas, a intuição nos leva ao sentir ou melhor, o sentir nos leva a intuição.

A lógica tem vários significados. Quando relacionada a coisas simples, não envolvendo o ser humano, a lógica é fácil de interpretar, como ex: 1+1 = 2 .... é lógico (e sei q mesmo assim isso é discutível num nível de física quântica), mas quanto se trata de seres humanos, da vida, não podemos julgar de forma premeditada, devemos levar em conta diversos aspectos.

Considerando certos aspectos, como o de que usamos apenas 10% (ou nem isso) do potencial de nossa mente, posso dizer que o ser humano com plena consciência, conectado diretamente à Fonte não teria dúvidas - mas é necessário entender que "dúvidas" sempre existirão, mas uma coisa é você estar num estado de angústia, miséria e outra é vc estar consciente e alegre para o novo desafio.

Também pensei depois de ter escrito tudo isso, que na verdade para as questões da vida não há lógica! Pois, como menciono analisar os pontos de vista, usar a intuição, você não usa mais a lógica, pois estamos num mundo de possibilidades, mas era necessário a explicação para deixar as pessoas que lerem isso tudo conscientes! Porque do contrário se eu só respondesse: "não há lógica".. ficaria apenas num nível mental sem maior entendimento.

Analisando do ponto de vista intuitivo e pelo "sentir":
Quando estamos conectados a "Fonte", ao Universo, estamos conectados a nossa intuição. Possuir intuição é conhecer a si mesmo, é saber que somos um espírito, uma fonte de consciência que possui um corpo e uma mente. Muitas pessoas confundem o que é mente... não somos a mente! A mente constantemente mente! O ego é o que transforma nossa mente no "EU" falso. Estar em contato consigo mesmo é nos libertamos das crenças e condicionamentos, é não julgar é permitir sentir e analisar os diferentes pontos de vista.

Se nos permitirmos aceitar a si mesmos, estaremos abrindo caminho para a iluminação, para a intuição.
E o sentir? Sentir é permitir ouvir seu corpo, seu intelecto, seu Ser. O "sentir" e a intuição estão diretamente ligados [...].

E onde vai parar a lógica?
Como exemplo, quando chegamos num determinado ponto da vida, onde temos que escolher um caminho... como saber? Qual o caminho mais lógico? Nessa hora se tivermos presente nossa intuição, se relaxarmos e apenas "sentir", saberemos qual escolha fazer. Será lógico aquilo que faz você sentir que lhe fará bem. Você deve se sentir bem com a escolha, mesmo que esse caminho escolhido seja difícil.
Através do sentir, da intuição, você definirá a lógica num sentido amplo, você analisará o que sente, vai poder analisar diferentes pontos de vista, prever as ramificações, serás mais feliz.

A sociedade lhe ensina: "Opte pelo conveniente, pelo confortável. Opte pelo caminho batido na qual seus antepassados, desde Adão e Eva, já caminhavam. Essa é a prova - tantos milhões de pessoas já o percorreram, não pode ser o caminho errado."
Mas lembre-se de uma coisa: a multidão nunca passou pela experiência da verdade - NUNCA. A verdade só aconteceu a indivíduos. Sempre que houver alternativas, tenha cuidado. Não opte pelo conveniente, pelo confortável, pelo respeitável, pelo socialmente aceitável, pelo honroso. Opte pelo que faz o seu coração vibrar! Opte pelo que gostaria de fazer, apesar de todas as consequências. OSHO

Nenhum comentário:

Postar um comentário